Educação permanente e de jovens e adultos – crise e transformação

Licínio C. Lima

Não é fácil, em plena crise, o exercício de uma educação permanente e de jovens e adultos como prática democrática e de transformação, contrariando alguns dos mais repeti dos argumentos gestionários e técnico-instrumentais que a reduzem a uma educação, formação e aprendizagem “para…” e a lógicas de investi mento em capital humano ao serviço da gestão da crise. Por isso é crucial estudar e ensaiar possibilidades de transformação democrática e de educação da própria crise, não abdicando, à parti da, de nenhuma das dimensões da educação de jovens e adultos que possam contribuir para a desalienação dos sujeitos, para a viabilização de uma educação como processo de desenvolvimento humano e para a participação no processo de recriação do mundo social.

Sumário:

9 Prefácio

17 I. Introdução: a educação de jovens e adultos no

contexto de uma educação permanente

27 II. Educação permanente em tempos de crise: revisitando

Freire, Gelpi e Illich

27 1. Educação permanente: ambiguidades e mutações

32 2. O Estado como razão da crise da educação e o recuo

estatal como regeneração das aprendizagens

37 3. A formação de recursos humanos competentes:

administrar a crise, promover o crescimento

42 4. A humanização dos seres humanos: educar a crise,

transformar a economia e a sociedade

46 5. A educação pelo combate à crise: consciência crítica,

convivencialidade, luta contra a alienação

51 III. Aprender a ser um recurso humano útil: crítica

na perspectiva gelpiana

51 1. Introdução: três modelos de análise das políticas de

EJA

54 1.1 Modelo democrático-emancipatório

55 1.2 Modelo de modernização e controlo do Estado

57 1.3 Modelo de gestão de recursos humanos

64 2. Estratégias: investir em capital humano

75 3. Para além da formação de recursos humanos: educação,

cultura e participação democrática

83 IV. Intermitências políticas: do “défice de qualificações”

à promoção da cidadania democrática

83 1. Educação permanente e de jovens e adultos: políticas

públicas

91 2. Intermitências políticas

98 3. Paradoxos de um programa controverso: qualificacionismo

ou educação básica de adultos?

107 4. Desenvolvimento pessoal e promoção da cidadania

democrática

113 Referências bibliográficas

2.       Herdeiros    299

3.       Estrategos Vitalícios        301

4.       Quando em Paz...  303

5.       Homens ou Heróis?         309

Conclusão   315

Referências  325

Fontes        325

Literatura Especializada   329

EDUCAÇÃO PERMANENTE.jpg

​ISBN: 978-65-86255-18-8
Formato: 14x21 cm​
​Paginas: 126

​Preço:R$ 40,00