Gabo, cronista da américa – história, memória e literatura

Felipe de Paula Góis Vieira

Gabo, cronista da América: história, memória e literatura analisa a trajetória e as estratégias utilizadas pelo escritor colombiano Gabriel García Márquez (1927-2014) para se projetar no contexto político, intelectual e cultural latino-americano da segunda metade do século XX. Os capítulos analisam respectivamente as construções narrativas existentes e divulgadas sobre a sua infância, o impacto e a repercussão internacional do romance Cien años de soledad, a sua aproximação com as esferas de poder da América Latina e da Europa e também o uso que o escritor fez do passado hispano-americano em seus romances. Através dessas múltiplas situações, o texto demonstra como García Márquez articulou a construção de um projeto de memória e posteridade, ficcionalizando a própria vida e fundindo-a de forma deliberada à história do continente. Tal estratégia possibilitou a construção de um lócus narrativo excepcional, permitindo ao autor atribuir-se o papel de cronista e observador privilegiado da realidade latino- -americana. Nesse sentido, o livro analisa a forma através da qual García Márquez construiu a sua trajetória e elegeu com muito cuidado o tipo de ¬ gura pública que queria representar.

Sumário:

 

Introdução 17

Capítulo 1 – A invenção de um autor: a trajetória e as histórias

por trás da vida de Gabriel García Márquez 49

1. O mito de origem: a antecipação do gênio e a invenção de uma

infância prodigiosa 56

1.1 A descoberta do Caribe: um jornalista à procura de temas e

personagens 73

1.2 William Faulkner e Gabriel García Márquez: aproximações e

influência 86

1.3 Um avô de muitas faces: a reconstrução de Dom Nicolás

Márquez Mejía 93

2. Cien años de soledad: o expurgo definitivo da infância prodigiosa 106

Capítulo 2 – A construção do homem público: Gabriel García Márquez

e a sedução pelo poder 117

1. Um intelectual comprometido: reportagens políticas e o flerte

com o poder 129

2. A defesa apaixonada de Fidel Castro e da Revolução Cubana 138

3. A mediação política e os bastidores do poder 152

4. O Prêmio Nobel de Literatura em 1982 161

Capítulo 3 – Cien años de soledad: uma reflexão sobre a história,

a memória e o esquecimento 169

1. A utopia negada: a construção de Macondo e seu destino trágico 175

2. O mal congênito: a peste do esquecimento 185

3. A História como pacto de esquecimento 193

4. A salvação pela memória: a recordação como justiça às vítimas 200

5. Cien años de soledad e a produção intelectual latino-americana do

século XX 205

16 gabo, cronista da américa

Capítulo 4 – O século XIX e o contexto das independências políticas na

literatura de Gabriel García Márquez 225

1. O romance hispano-americano do século XX e o diálogo com a

História 225

2. El otoño del patriarca: uma reflexão sobre o poder, a solidão e a

História 228

3. Fama, poder, celebridade e o encontro definitivo com a História da

América 250

4. El general en su laberinto: a reconstrução de Simón Bolívar e a

aposta no projeto de integração continental 260

Conclusão 277

Fontes primárias 291

Bibliografia 293

​ISBN: 978-65-86255-05-8
Formato: 16x23 cm​
​Paginas: 306

​Preço:R$ 52,00

Tel: 11-2365-0744 / 94898-0000 / 99637-6186

Mail: Joaquim@intermeioscultural.com.br

​Mail: Vendas@intermeioscultural.com.br

 

Horário de Funcionamento

Segunda à Sexta

10.00h - 18.00h

© 2015

  • w-googleplus
  • w-facebook