Tel: 11-2365-0744 / 94898-0000 / 99637-6186

Mail: Joaquim@intermeioscultural.com.br

​Mail: Vendas@intermeioscultural.com.br

 

Horário de Funcionamento

Segunda à Sexta

10.00h - 18.00h

  • w-googleplus
  • w-facebook

© 2015

Múltiplos olhares sobre os jogos olímpicos

Sérgio Settani Giglio; Silvia Cristina Franco Amaral; Olívia Cristina Ferreira Ribeiro; Marco Antonio Coelho Bortoleto (orgs.)

A proposta desse livro foi a de construir um olhar plural sobre os Jogos Olímpicos. Reunimos os principais pesquisadores brasileiros que investigam o tema. Os Jogos Olímpicos funcionam como eixo estruturante de todo o livro unindo os capítulos a partir de debates oriundos das Ciências Humanas. Ao longo de 10 capítulos os múltiplos olhares foram produzidos por diferentes áreas (Educação Física, a História, a Antropologia, a Geografia e a Sociologia) tendo como foco temáticas pouco exploradas pelos pesquisadores. O primeiro texto discute a vinda dos megaeventos para o Brasil e introduz a obra. No segundo, o objetivo é discutir questões envolvendo aspectos políticos e econômicos referentes à parceria entre as agências esportivas e o Estado, tendo como fonte os relatórios técnicos. O terceiro capítulo analisa as políticas para o planejamento e execução dos Jogos Olímpicos de Barcelona (1992) e os legados deixados por este projeto e reflete sobre o projeto para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro (2016). O quarto capítulo, discute o delicado tema das remoções e reassentamentos na cidade olímpica de 2016 de modo a colocar em pauta a segregação socioespacial e as políticas habitacionais do Rio de Janeiro. O quinto capítulo analisa os avanços e as dificuldades que balizam o desenvolvimento da ginástica artística no Brasil. A identidade profissional e as narrativas biográficas dos atletas olímpicos estão no centro do sexto capítulo O sétimo capítulo analisa os motivos que levaram os V Jogos Mundiais entrarem na agenda do Rio 2016 . Os Jogos Paralímpicos são o tema do oitavo capítulo, no qual a ideia é de que a visibilidade destes Jogos é o seu principal legado. O nono capítulo, a partir de elementos históricos, discute as tensões em torno da proposta do movimento olímpico instituída por Coubertin e à criação dos Jogos Olímpicos dos trabalhadores. Por fim, o último capítulo se propõe a olhar os Jogos Olímpicos Gays, tendo como base as experiências etnográficas em duas edições internacionais dos Gay Games.

SUMÁRIO

Apresentação

Sérgio Settani Giglio

Silvia Cristina Franco Amaral

Olívia Cristina Ferreira Ribeiro

Marco Antonio Coelho Bortoleto

Capítulo 1 - “A gente tem mania de pensar pequeno”: o Brasil e os Jogos Olímpicos

Sérgio Settani Giglio

Silvia Cristina Franco Amaral

Olívia Cristina Ferreira Ribeiro

Marco Antonio Coelho Bortoleto

Capítulo 2 - Dos aportes públicos em megaeventos e suas justificativas: o caso dos relatórios sóciotécnicos

Arlei Sander Damo

Capítulo 3 - O “Modelo Barcelona” e os Jogos Olímpicos de 1992 e 2016

Sílvia Cristina Franco Amaral

Capítulo 4 - O desafio de morar na Cidade Olímpica: segregação socioespacial e políticas habitacionais no Rio de Janeiro

Gilmar Mascarenhas

Andréa Teixeira Dias

Capítulo 5 - “Pequena notável”: ensaio sociológico sobre a Ginástica Artística brasileira

Marco Antonio Coelho Bortoleto

Laurita Marconi Schiavon

Capítulo 6 - Identidade profissional e narrativas biográficas de pós-atletas olímpicos brasileiros

Katia Rubio

Capítulo 7 - Os V Jogos Mundiais Militares no Brasil: o esporte militar a serviço da agenda Rio – 2016

Frederico Jorge Saad Guirra

Lino Castellani Filho

Capítulo 8 - A formação dos Jogos Olímpicos dos Trabalhadores (1894-1925)

Sérgio Settani Giglio

Capítulo 9 - A visibilidade como legado: o esporte adaptado nos megaeventos esportivos

Luiz Fernando Rojo

Capítulo 10 - Jogos ‘Olímpicos’ Gays: uma perspectiva antropológica

Wagner Xavier de Camargo

Epílogo

Sobre os autores

​ISBN: 978-85-8499-125-9
Formato: 16x23 cm​
​Paginas: 210

​Preço:R$ 45,00