Tel: 11-2365-0744 / 94898-0000 / 99637-6186

Mail: Joaquim@intermeioscultural.com.br

​Mail: Vendas@intermeioscultural.com.br

 

Horário de Funcionamento

Segunda à Sexta

10.00h - 18.00h

  • w-googleplus
  • w-facebook

© 2015

Neoliberalismo, feminismos e contracondutas – perspectivas foucaultianas

 

Margareth Rago e Maurício Pelegrini (orgs.)

 

Wendy Brown . aldo Ambrózio . Pedro Ivan Moreira de Sampaio . Priscila Piazentini Vieira . Johanna Oksala . Luana Saturnino Tvardovskas . Fhoutine Marie e Daniel Pereira Andrade . Margarth Rago . Maurício Pelegrini . Thiago Calçado . Acácio Augusto e Helena Wilke . Ana Carolina Arruda de Toleto Murgel . Mariléa de Almeida . Tony Hara 

De que maneira a rápida expansão do neoliberalismo em todo o mundo tem afetado a vida de todos nós e, em especial, das mulheres, em geral mais desvalorizadas e exploradas do que os homens? Para além da precarização do trabalho, da destruição dos direitos recentemente conquistados, dos violentos ataques à democracia, do ressentimento visível nas manifestações da direita, este livro apresenta a leitura diferenciada que traz Michel Foucault sobre o neoliberalismo, visto como “arte de governo”, ou como “racionalidade governamental” que exige a produção de uma outra subjetividade, o “empresário de si mesmo” e a “empresária de si mesma”,  supostamente livres para decidir cada momento de sua vida, a partir da lógica custo-benefício e do investimento em si mesmo como “capital humano”. A lógica da empresa estende-se para todos os âmbitos da vida em sociedade, inclusive a esfera do privado e da intimidade. Nesse contexto, até mesmo os feminismos se veem fortemente ameaçados, já que as próprias pautas que defendem são capturadas pela lógica empresarial desse novo regime neoliberal. Discutir esses fenômenos é fundamental, assim como é preciso inventar outras formas de resistência, de contracondutas e de luta contra os retrocessos políticos, culturais, econômicos e morais que nos afetam na atualidade.

                                                           Margareth Rago e Maurício Pelegrini

 

SUMÁRIO

APRESENTAÇÃO

 

PARTE 1 – A RACIONALIDADE NEOLIBERAL E A PRODUÇÃO DE SUBJETIVIDADES

1. O Frankenstein do neoliberalismo: liberdade autoritária nas “democracias” do século XXI
Wendy Brown

2. Desapropriar-se do Eu
Aldo Ambrózio

3. Indivíduo: começo, meio e fim do neoliberalismo
Pedro Ivan Moreira de Sampaio

4. Sobre Michel Foucault e Harvey Milk: os embates entre o direito, a utilidade geral e as liberdades
Priscila Piazentini Vieira

 

PARTE 2 – OS FEMINISMOS E A CRÍTICA AO NEOLIBERALISMO

5. O sujeito neoliberal do feminismo
Johanna Oksala

6. A crítica à governamentalidade neoliberal na arte feminista contemporânea
Luana Saturnino Tvardovskas

7. Neoliberalismo, virada conservadora e a guerra contra as mulheres
Fhoutine Marie e Daniel Pereira Andrade

8. Foucault em defesa de Eva
Margareth Rago

9. Michel Foucault e a crítica feminista ao neoliberalismo
Mauricio Pelegrini

10. O mal que vem delas: por uma reinterpretação de gênero do relato de Gênesis

Thiago Calçado 

 

PARTE 3 – CONTRACONDUTAS

11. Racionalidade neoliberal e segurança: embates entre democracia securitária e anarquia
Acácio Augusto e Helena Wilke

12. Mulheres compositoras no Brasil dos séculos XIX e XX
Ana Carolina Arruda de Toledo Murgel

13. Devir quilomba: antirracismos e feminismo comunitário nas práticas de mulheres quilombolas
Mariléa de Almeida

14. Fuga da peste, do sujeito e do deserto
Tony Hara

 

SOBRE OS/AS AUTORES/AS

​ISBN: 978-85-8499-171-6
Formato: 16x23 cm​
​Paginas: 322

​Preço:R$ 54,00