Tel: 11-2365-0744 / 94898-0000 / 99637-6186

Mail: Joaquim@intermeioscultural.com.br

​Mail: Vendas@intermeioscultural.com.br

 

Horário de Funcionamento

Segunda à Sexta

10.00h - 18.00h

  • w-googleplus
  • w-facebook

© 2015

O cinema e as ditaduras militares – contexto, memórias e representações audiovisuais

Eduardo Morettin e Marcos Napolitano (organizadores)

O cinema e as ditaduras militares: contextos, memórias e representações audiovisuais discute as relações entre cinema e história a partir dos projetos ideológicos, documentários, filmes de ficção e minisséries relativos ao período das ditaduras militares no Brasil, Argentina e Chile.

Neste livro propomos um adensamento do debate face a novas fontes e perspectivas, como também procuramos pensar novos problemas e temas para as pesquisas históricas em relação ao cinema das/sobre as ditaduras, escolhendo filmes documentais e ficcionais de diversas épocas.

Este projeto editorial tem alguns objetivos e olhares comuns, fruto das atividades do Grupo de Pesquisa CNPq “História e Audiovisual”. Em primeiro lugar, valorizar o específico fílmico em sua relação com um conjunto de teorias e metodologias sobre o audiovisual, caminho produtivo para pensar o filme enquanto documento histórico, partindo da indissociabilidade entre a análise das representações e o exame da linguagem cinematográfica. Em segundo lugar, pensar o cinema não apenas como “vetor” de memórias sobre as ditaduras, como se estas fossem gestadas apenas em outros lugares e linguagens, mas como “produtores de memória”, identificadas a partir de sua narrativa audiovisual em diálogo com os debates historiográficos e memórias dominantes ou recalcadas.

Coedição: Fapesp

SUMÁRIO

Apresentação. Eduardo Morettin e Marcos Napolitano

Capítulo 1. O cinema brasileiro e os filmes históricos no regime militar: o lugar do historiador. Eduardo Morettin

Capítulo 2. Independência ou Morte: cinema histórico e ditadura no Brasil. Ignacio Del Valle Dávila

Capítulo 3. O pensamento de Gustavo Dahl sobre o cinema político: entre a estética do silêncio e o jogo discursivo com o regime militar. Margarida Maria Adamatti

Capítulo 4. O cinema e a construção da memória sobre o regime militar brasileiro: uma leitura de Paula, a história de uma subversiva (Francisco Ramalho Jr., 1979). Marcos Napolitano e Fernando Seliprandy

Capítulo 5. Anos Rebeldes: melodrama, imagens de arquivo, e uma memória da ditadura militar no Brasil. Mônica Almeida Kornis

Capítulo 6. Emoção e violência em Ressurreição (Arthur Omar, 1988). Rosane Kaminski

Capítulo 7. Os filmes da ditadura civil-militar brasileira e o realismo político. Cristiane Freitas Gutfreind

Capítulo 8. Memórias em negociação: o documentário brasileiro nos trânsitos entre a História e a subjetividade. Reinaldo Cardenuto

Capítulo 9. Subversão, clandestinidade e farsa: o cinema de solidariedade ao Chile e suas estratégias. Carolina Amaral de Aguiar

Capítulo 10. Marcas del terrorismo de Estado en el cine argentino de la última dictadura militar: crisis institucional y dominación social. Ana Laura Lusnich

​ISBN: 978-85-8499-128-0
Formato: 16x23 cm​
​Paginas: 232

​Preço:R$ 48,00