Tel: 11-2365-0744 / 94898-0000 / 99637-6186

Mail: Joaquim@intermeioscultural.com.br

​Mail: Vendas@intermeioscultural.com.br

 

Horário de Funcionamento

Segunda à Sexta

10.00h - 18.00h

  • w-googleplus
  • w-facebook

© 2015

99 POEMAS

R$50.00Price
A conspiração poética de Brossa denota sempre uma estreita e potente relação entre informação (semântica) e experiência (linguística): as entrelinhas, as entrepalavras são um fundamento e exercício político que o poeta exige de nós na organização do sensível. Ao mesmo tempo, como leitores, fazemos parte de um complô literário de releitura crítica do mundo (instâncias, valores, representações). De fato, desta poesia se desprende uma economia verbal e política que diz muito sobre o valor das coisas, e que debate seu intercâmbio simbólico. A poesia de Brossa, como exemplo de contraeconomia, vale pelo que diz e enuncia, singularmente, fora dos poderes fáticos e dos fluxos abstratos de nossa atribulada subjetividade contemporânea. Adolfo Montejo Navas JOAN BROSSA nasceu em 19 de janeiro de 1919 e faleceu em 30 de dezembro de 1998, quase em 1999, com 79 anos de idade. Se não bastasse o acaso, Brossa faria 90 anos de idade no dia 19 de janeiro deste ano de 2009. É quase magia. São coisas que talvez só possam acontecer com Brossa. Victor da Rosa
  • Details

    JOAN BROSSA
    Tradução Ronald Polito
    196 páginas