Tel: 11-2365-0744 / 94898-0000 / 99637-6186

Mail: Joaquim@intermeioscultural.com.br

​Mail: Vendas@intermeioscultural.com.br

 

Horário de Funcionamento

Segunda à Sexta

10.00h - 18.00h

  • w-googleplus
  • w-facebook

© 2015

DIRTY LIMERIX

R$30.00Price
O limerick é um poema popular, basicamente oral, de tradição inglesa, cuja temática, dixit Glauco Mattoso, oscila entre o nonsense e o escatológico. Foi introduzido no Brasil, nos final dos anos 70, pelo poeta, escritor e letrista Bráulio Tavares, nas páginas então avulsas do Jornal Dobrabil, do próprio Mattoso, que também lançaria os seus Limeiriques (Edições Dubolso, 1989). O limerick abusa do fescenino, da infusão do chulo no cômico, mas nem sempre foi assim. A princípio o gênero era sério e sóbrio, mas depois de Edward Lear, cujo Book Of Nonsense é de 1846, a fórmula passou a girar em torno dum mote, cuja glosa geralmente mistura o obsceno com o absur do para conseguir o efeito hilário. Com Luiz Roberto Guedes dá-se o inverso. Em lugar de reconstruir, o poeta des constrói o limerick, soltando as amarras e deixando o barco flutuar ao sabor do verso livre e da rima toante. Guedes recupera o sentido do deboche original, repintando a piada em cor local.