Saberes, Práticas e Escravidão Nos Circuitos e Nas Narrativas do Atlântico Sul – (séculos XVIII-XIX)

Maria Cristina Cortez Wissenbach

Os ensaios reunidos neste livro focalizam trajetórias de homens que, entre os inícios do século XVIII e os finais do XIX, percorreram regiões do Atlântico Sul, algumas zonas litorâneas e ribeirinhas, outras mais ao interior, no Brasil e na África Centro-ocidental. Por meio de um conjunto variado de suportes documentais – relatos de viagem, tratados médicos, roteiros, cartas, mapas, relatórios e ofícios – descreveram suas experiências, deslocamentos e interesses variados, pautados pelo intento de esquadrinhar sociedades e populações. Temas e personagens perpassaram os relatos: cirurgiões, médicos, sertanistas, agentes imperiais, militares, mercadores traziam consigo referências e incumbências do mundo ocidental que, uma vez confrontadas com outras realidades, sofreram transformações e resultaram em testemunhos históricos para o estudo das sociedades africanas, diaspóricas e indígenas. Entre os temas, os roteiros trataram da escravidão, do comércio de escravos e dos traficantes; informaram aspectos das doenças e dos quadros nosológicos dos estabelecimentos coloniais e dos trajetos da middle passage dos tumbeiros; testemunharam a posse de terras, a ação das firmas europeias e nacionais; deixaram entrever indícios e representações sobre as populações; revelaram os conflitos e as formas de dominação e de conquista dos territórios. Na interpretação dos relatos, a preocupação central foi a de historicizar grupos subalternizados, realizar um uso contextualizado e insubordinado das fontes em questão, bem como aguçar um enfoque crítico capaz de evidenciar vieses eurocêntricos e androcêntricos. Tratou-se, por 6 saberes, práticas e escravidão nos circuitos e nas narrativas do atlântico sul fim, de revisitar roteiros agora na perspectiva indicada pelas novas diretrizes da ética e do pensamento social das Humanidades produzidas no Sul global. Um exercício, portanto, de voltar duplamente ao passado para responder ao presente.

SUMÁRIO

Apresentação......................................................................................................11

Reflexões sobre fontes, autores e contextos

1 Em torno de terras e populações indígenas: redimensionando

os roteiros de Antonina, Lopes e Elliott ao centro-oeste e sul do

Brasil (1840–1870)..........................................................................................31

2 Gomes Ferreira e os símplices da terra:

experiências sociais dos cirurgiões no Brasil Colônia.......................63

3 Cirurgiões e mercadores nas dinâmicas do comércio

atlântico de escravos (séculos XVIII e XIX).......................................135

4 Ares e azares da aventura ultramarina: matéria médica e

saberes nos circuitos do Atlântico luso-afro-brasileiro...................129

5 Do tráfico de escravos às feitorias de urzela: as relações entre

um viajante alemão, um cônsul português e ‘‘a ordem dos

traficantes’’ em Angola e no Brasil (década de 1840).......................161

6 Dinâmicas históricas de um porto centro-africano:

Ambriz e o Baixo Congo nos finais do tráfico de escravos

(1840 a 1870)..................................................................................................213

Fontes e Bibliografia......................................................................................249

​ISBN: 978-55-86255-13-3
Formato: 16x23 cm​
​Paginas: 278
​Preço: R$ 58,00

Tel: 11-2365-0744 / 94898-0000 / 99637-6186

Mail: Joaquim@intermeioscultural.com.br

​Mail: Vendas@intermeioscultural.com.br

 

Horário de Funcionamento

Segunda à Sexta

10.00h - 18.00h

© 2015

  • w-googleplus
  • w-facebook