Tel: 11-2365-0744 / 94898-0000 / 99637-6186

Mail: Joaquim@intermeioscultural.com.br

​Mail: Vendas@intermeioscultural.com.br

 

Horário de Funcionamento

Segunda à Sexta

10.00h - 18.00h

  • w-googleplus
  • w-facebook

© 2015

Tradições cômicas na literatura brasileira do século XIX

 

Jacqueline Ramos (org.)

As distintas tradições do cômico, percebidas o longo da história, criam modos e formas da comicidade que revelam sua ambivalência. As formas cômicas podem ser utilizadas para recriminar, constituindo-se em fonte de poder (exclui aquele de quem rimos, nos dá poder sobre aqueles que fazemos rir), e podem também nos libertar, por ridicularizar situações difíceis ou opressoras e por propor novas perspectivas ao quebrar com estereótipos.

 

Este volume reúne trabalhos que se dedicam a manifestações cômicas na literatura brasileira do século XIX, que marcam a entrada de diferentes tradições cômicas em nossa cultura: a comédia de costumes, a picaresca e a sátira menipeia. De um modo geral, pode-se dizer que a comédia de costumes se caracteriza por seu aspecto moralizador, por reprimir desvios comportamentais; inversamente, na picaresca, percebe-se a forma gaiata de drible na censura e acesso ao recalcado; por fim, a sátira menipeia surge como alternativa a formas viciadas ideologicamente, propondo inesperadas perspectivas e revelando possibilidades cognitivas.

Coeditor: CNPq


 

SUMÁRIO


 

Preâmbulo


 

1. Sobre o cômico na literatura brasileira do século XIX

Jacqueline Ramos

 

2. O despertar da esperteza

Leonor Demétrio da Silva

 

3. O teatro cômico de Artur Azevedo

Kelly Cristina dos Santos

 

4. O teatro cômico de Machado de Assis

Ana Paula Rocha Vital Araújo

 

5. Notas sobre a tradição luciânica nas crônicas machadianas

Iasmim Santos Ferreira

Jacqueline Ramos

​ISBN: 978-85-8499-139-6
Formato: 16x23 cm​
​Paginas: 262

​Preço:R$ 40,00