Tel: 11-2365-0744 / 94898-0000 / 99637-6186

Mail: Joaquim@intermeioscultural.com.br

​Mail: Vendas@intermeioscultural.com.br

 

Horário de Funcionamento

Segunda à Sexta

10.00h - 18.00h

  • w-googleplus
  • w-facebook

© 2015

Usos da liberdade e agonismo em Michel Foucault

Pedro Mauricio Garcia Dotto

Usos da liberdade e agonismo em Michel Foucault, de Pedro Mauricio Garcia Dotto, inicia-se com uma qualificação genérica e tradicional da liberdade: “incontornável questão filosófica”, “fonte incessante de inquietação filosófica, “reincidente temática da filosofia”. Debruça-se então sobre textos de Michel Foucault, produzidos ao longo de toda a trajetória do pensador, escolhidos criteriosamente e com precisão, para uma reconstituição possível do pensamento foucaultiano sobre aquele tema “incontornável”, “inquietante”, “reincidente”. E conclui-se com a proposta de sugestões capazes de afrontar o incontornável, de inquietar ainda mais, de abrir perspectivas.

Tudo se passa em um “cenário agonístico”, de justa, duelo ou jogo, onde a liberdade desempenha um duplo papel em duas versões, ambas imprescindíveis e complementares: liberdade como componente necessário ao exercício do poder e liberdade como condição indispensável para a constituição ética de si; liberdade submissa e normativa; liberdade resistente e inventiva. O fio que as liga e chave de sua inteligibilidade é o conceito de “agonismo”, enriquecido por um vocabulário expressivo e insistente: aporia, luta, batalha, combate, embate, tensão, disputa, confronto.

Escrito em linguagem filosoficamente bem elaborada e reflexiva, o próprio livro acaba por constituir um certo agonismo já que também ele configura uma tensão entre a reconstituição de um pensamento historicamente dado e a projeção possível de propostas inventivas.

SUMÁRIO

APRESENTAÇÃO - Oswaldo Giacoia Junior

1 - LIBERDADE & PODER

Contra uma Teoria Geral do Poder ou Foucault e seu dispositivo anti-Leviatã

Para além do “economismo” na teoria do poder: por uma crítica nominalista

Hipótese de Reich e Hipótese de Nietzsche

Da guerra ao governo

“Do bom uso da liberdade” ou a liberdade como componente das relações de poder

Ruminação I: Uma pequena fábula kafkiana sobre os modernos

Ruminação II: Marx e Foucault, um outro olhar sobre poder e liberdade

2 - LIBERDADE & ÉTICA

A encruzilhada de Pierre Rivière ou “O eco de uma dor”

Retorno aos antigos?

Cuidado de si na chave da liberdade e da estética da existência

Liberdade e liberação: entre o dispositivo da sexualidade e a (des)colonização

Para além da servidão voluntária: liberdade e reexistência

Ruminação III: Dissolução do homem e áskēsis esquizo ou por uma ética da diferença e do devir

3 - LIBERDADE, PODER, VERDADE E ÉTICA NO JOGO DA GOVERNAMENTALIZAÇÃO E DA CRÍTICA

Vidas infames, sujeitos-súditos e governamentalização

Aufklärung e crítica

Baudelaire e a atitude da modernidade

Ruminação IV: Liberdade e literatura: entre gramática e poética

Ruminação V: Autenticidade e criatividade ou Sartre e Foucault

CONCLUSÃO

Ruminação VI: O leito de Procusto e as asas de Dédalo

Ruminação VII: Áporo e aporia da liberdade

POSFÁCIO: LIBERDADE & AMBIGUIDADE

​ISBN: 978-85-8499-124-2
Formato: 16x23 cm​
​Paginas: 186

​Preço:R$ 42,00